Nada

Largue tudo e vem comigo
Nosso tempo é fugaz
Não olhe pra trás
Não devemos nada a ninguém

Sou escravo do meu querer
Do seu também você pode ser
Não olhe pra trás
Não devemos nada a ninguém

Shalalay lala lalalay

Posso voar com os pés no chão
Até digitar o sol com a mão
Tanta gente fala demais
Palavras cortam e não voltam atrás

Eu sei eu sei eu sei
Não devemos nada a ninguém

Shalalay lala lalalay

Jogue fora o que passou
Não importa quem errou
Você pode gritar
Não devemos nada a ninguém

Posso voar com os pés no chão
Até digitar o sol com a mão
Tanta gente fala demais
Palavras cortam e não voltam atrás